Categoria: Saúde (Página 1 de 5)

Cuidados essenciais para a saúde dos olhos

Cerca de 50 milhões de brasileiros sofrem algum tipo de distúrbio de visão, segundo a Organização Mundial de Saúde. Isso alerta para a necessidade de um olhar mais atento para a saúde dos olhos.

Muitas pessoas recorrem ao oftalmologista somente quando enfrentam algum tipo de problema ou enfermidade, mas através de hábitos preventivos é possível evitar que eles apareçam. Confira nossas dicas para evitar o surgimento de problemas oculares!

1- Evite coçar os olhos

Esse hábito é instintivo, mas os olhos possuem uma estrutura frágil e a pressão exercida nessa região pode causar lesões e danos mais sérios. Além disso, as mãos podem conter germes que, em contato com os olhos, podem causar conjuntivite e causar ferimentos. Se a coceira insistir em aparecer é importante procurar um oftalmologista para avaliar a causa.

2- Não durma sem remover a maquiagem

Às vezes o cansaço é tanto que uma atitude simples, como remover a maquiagem antes de dormir, parece ser uma coisa muito trabalhosa. Por outro lado, esse mau hábito pode irritar a região dos olhos e até mesmo provocar inflamações. O terçol, por exemplo, é um problema muito comum e surge mais próximo aos cílios, na borda da pálpebra, e apresenta vermelhidão, inchaço e incômodo. Embora ele suma em algumas semanas, acaba gerando um incômodo que poderia ser evitado com a boa higienização da região dos olhos.

3- Dose o nível de açúcar do seu sangue

O aumento de açúcar no sangue é responsável por diversos problemas não só na saúde, mas na vista – principalmente em quem possui diabetes tipo 1 ou 2. As pessoas que têm diabetes apresentam um risco de perder a visão 25 vezes maior do que as que não possuem a doença. O alto consumo de açúcar pode, por exemplo, causar uma retinopatia diabética, que atinge mais de 75% das pessoas com diabetes há mais de 20 anos. Como se trata de uma doença silenciosa, o único sintoma costuma ser a vista embaçada. No entanto, caso não tratada, pode provocar hemorragia interna e cegueira irreversível. Um simples exame de sangue, a partir da dosagem de glicemia, serve para medir o nível de açúcar no seu sangue e monitorar o tratamento de diabetes.

4- Abandone o cigarro

O cigarro possui mais de quatro mil substâncias cancerígenas e a fumaça que vai em direção aos olhos pode causar muitos problemas na vista, como inflamações, olhos secos, coceira e sensação de corpo estranho. Além disso, o tabaco pode prejudicar a transparência do cristalino e acelerar o processo de opacificação dessa estrutura. Como consequência, surge a catarata. Aliás, quem fuma tem três vezes mais chances de desenvolver a catarata.

5- Procure ter hábitos saudáveis

Ter uma alimentação saudável e praticar algum tipo de atividade física é fundamental para ter uma boa saúde ocular. A obesidade, o diabetes e a hipertensão podem causar problemas nos olhos e, em alguns casos, se o problema não for detectado precocemente, o agravamento dessas doenças pode levar à cegueira. Além disso, a hipertensão pode provocar o desenvolvimento de quadros de glaucoma.

6- Pisque mais os olhos

Esse hábito instintivo ajuda a lubrificar as córneas, evitando o ressecamento dos olhos e outros problemas na região ocular. Procure dar uma atenção especial a este hábito, principalmente se você trabalhar muitas horas olhando para um ponto fixo, como um computador.

7- Cuidado com as lentes de contato

Lave bem as mãos antes e depois de colocá-las e mantenha a higienização do estojo de lentes em dia, lembrando de descartar as lentes de contato antes do prazo de validade para evitar inflamações e infecções.

8- Não use colírios sem prescrição médica

O uso de colírios só deve ser feito por prescrição médica, já que ele mascara sintomas importantes para identificar problemas na região ocular. Aliás, quando os colírios são usados por muito tempo podem causar graves problemas colaterais, como o aumento da pressão intraocular, a piora do ressecamento dos olhos e a aceleração de doenças como catarata e glaucoma. Por isso, não considere a possibilidade de comprar nenhum tipo de colírio sem antes consultar um oftalmologista.

9- Fuja da compra de óculos de grau em feiras e camelôs

A compra de óculos de grau em feiras e camelôs é muito arriscada, porque não existe um oftalmologista realizando uma consulta que identifique problemas como glaucoma, por exemplo. Por isso, é comum que algumas pessoas passem a vida inteira somente trocando de grau, acreditando que estão enxergando melhor, mas que descobrem em uma consulta que, na realidade, enfrentam um problema maior. Compre sempre em lojas especializadas depois de passar pela avaliação de um oftalmologista.

10- Evite ficar muito tempo no computador

Passar muito tempo diante do computador ou da televisão pode causar vista cansada, coceira, lacrimejamento, além de dificuldade para focalizar imagens. O ideal é fazer intervalos de hora em hora e manter uma distância de, pelo menos, 50cm do monitor.

Conte com o Laboratório Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

Saúde: bem-estar físico, emocional e social

É bem comum pensarmos que quando estamos livres de alguma doença temos saúde, certo? No entanto, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ter saúde significa estar em completo bem-estar físico, emocional e social.

Depois de ter consciência do que a frase quer dizer a coisa fica um pouco mais complexa. Primeiramente é importante rever nossos hábitos e não tentar mais justificá-los pela correria da vida moderna. Acredite, só esse primeiro passo já será um desafio. Como seres humanos estamos sempre querendo convencer a nós mesmos e aos outros e, por isso, usamos tantos desculpismos. Toda essa correria, principalmente vivida por aqueles que comem fora de casa, acaba contribuindo para uma alimentação nem um pouco nutritiva, ou seja, pobre em verduras, legumes e frutas, além de elevado índice de consumo no que diz respeito a bebidas com açúcar (refrigerantes e sucos), de sódio e gordura saturada.

A questão é que mesmo no self-service podemos fazer escolhas saudáveis! Então que tal substituirmos todas as nossas desculpas pela consciência de que as nossas escolhas moldam quem somos e quem seremos no futuro? Sem falarmos no exemplo para as nossas crianças! Vamos por partes…

Falando em escolhas saudáveis é impossível não pensar em algum tipo de atividade física. Qualquer que seja ela, a alimentação é o seu combustível. Reflita sobre que tipo de alimento tem sido o seu: natural ou industrializado? Diversos estudos indicam que o consumo de alimentos industrializados pode estar associado ao desenvolvimento de câncer. Por outro lado, uma alimentação saudável aliada a prática de exercícios físicos é capaz de combater a doença. É hora de colocar na balança o que você quer para você e para a sua família.

Lembra do exemplo para as crianças? Pois é, os pequenos só reproduzem o que veem, ouvem e presenciam. Os pais ou responsáveis devem não só incentivar o consumo de alimentos saudáveis e in natura, como devem sentar à mesa com elas comendo o mesmo, principalmente o verdinho que as crianças às vezes recusam e até choram para comer. Incentive desde pequeno o seu filho a gostar de verduras, legumes, grãos e frutas. Limite a quantidade de doces, prefira receitas mais naturais como a combinação banana  ou maçã + canela de sobremesa. A criança não gosta daquilo que ela não conhece!

Se aquilo que comemos é combustível para o nosso corpo, o que dirá para a nossa mente? O lado emocional também faz parte da nossa saúde. Aliás, quem nunca recorreu a um doce como forma de compensação? Acontece que o açúcar oferece uma alegria momentânea e logo ela vai embora. Por isso é importante ter uma rotina de atividades físicas, se puder ao ar livre, para sentir bem-estar todos os dias e não só em alguns minutos. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o brasileiro consome 50% a mais de açúcar do que deveria. O recomendado é que apenas 10% das calorias diárias provenham do açúcar, sendo, preferencialmente, que não passe dos 5%. Essa ingestão representa 50 g de açúcar por dia (em uma dieta de 2 mil kcal/dia). Uma dica é ficar sempre atento aos rótulos dos alimentos, já que a indústria alimentícia tem muitos nomes para o açúcar isso dificulta sua identificação na lista de ingredientes. Não se engane!
Nomes mais comuns para o açúcar nos produtos industrializados

Outra dica super bem-vinda é ficar atento a vontade excessiva de comer doces. Esse desejo pode estar associado à falta de nutrientes no organismo (triptofano, vitaminas do complexo B e magnésio), muito importantes para a fabricação de serotonina no cérebro, responsável pela sensação de bem-estar, controle da saciedade e o tão almejado bom humor.

Além da alimentação, é importante estar com pessoas que amamos, manter relacionamentos saudáveis de qualquer natureza, ter lazer, procurar estar ao ar livre e pegar sol pela manhã, descansar e procurar equilibrar as emoções diante dos acontecimentos que não celebramos de jeito nenhum, como a morte de algum amigo ou familiar e que, infelizmente, faz parte do ciclo da vida.

A saúde física, emocional e social é importante para combater as doenças do corpo e da alma, como a ansiedade e a depressão. Façamos nossa parte para viver melhor e estar por perto o maior tempo possível daqueles que amamos e dependem direta ou indiretamente de nós, sem nos esquecermos de que nós também precisamos de cuidados!

Conte com o Laboratório Gerardo Trindade para cuidar de você e da sua família!

O que tem no seu carrinho? Dicas para uma alimentação e vida saudáveis

Quem nunca ouviu a máxima “você é o que você come” em algum contexto da vida não sabe o que é ficar com a pulga atrás da orelha. Essa frase conforta ou assusta você? Pois é, a verdade é que pra muitos ela causa arrepios.

Mas, afinal de contas, o que é a tal da alimentação saudável? Quando pensamos nela, devemos considerar que há uma adequação aos princípios biológicos e socioculturais de determinada pessoa. De forma que ela atenda às necessidades de cada fase da vida (infância, adolescência, fase adulta e terceira idade) e atenda às seguintes questões: deve ser acessível do ponto de vista físico e financeiro; estar em equilíbrio (qualidade e quantidade) e deve ser baseada em práticas produtivas adequadas e sustentáveis; livre de contaminantes físicos, químicos e biológicos.

Hoje em dia é claro que muitos recorrem àquelas compras mais fáceis: biscoitos, refrigerantes e refeições congeladas. No entanto, o melhor mesmo é sempre evitar os industrializados. Quando você o faz, também estará escolhendo viver melhor e até mais, quem sabe?

Os óleos, sal e açúcar, por exemplo, sempre dão aquele toque nas nossas receitas. Mas é importante não exagerar, são alimentos muito perigosos para a saúde cardiovascular e pressão arterial.

Os alimentos processados? Passe longe, eles possuem sal, açúcar ou vinagre para que durem por mais tempo. Conservas de legumes, doces em calda, carnes temperadas, sardinha e atum em lata, azeitonas, queijos e pães são alguns exemplos.

Se os alimentos processados já são perigosos, agora imagine só os ultraprocessados? São completamente pobres em nutrientes e possuem conservantes químicos, sal, açúcar e gorduras. Alguns exemplos: biscoitos, balas, sorvetes, macarrão instantâneo, pizzas, hambúrgueres congelados, salsichas, refrigerantes, empanados, salgadinhos de pacote e refrescos.

Bateu aquela dúvida na hora de saber o que comer e por quê? O livro ‘Guia alimentar para a população brasileira’, lançado pelo Ministério da Saúde, é uma leitura e tanto para quem quer saber mais sobre o assunto!

Que tal repensar seu estilo de vida hoje para viver melhor amanhã? Conte com o Laboratório Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

 

Carnaval: você sabe se proteger das DSTs?

Brasileiro que é brasileiro adora uma folia, principalmente no Carnaval. Acontece que nessa época é bem comum que as coisas saiam fora do esperado, já que o período envolve viagens, correria, novas amizades e, às vezes, o compartilhamento de objetos pessoais na hora dos bloquinhos, como garrafas de água, batom, entre outros.

Alguns contratempos como uma camisinha rasgada, inclusive, devido ao atrito da carteira no bolso, podem acontecer. Mas se você seguir algumas dicas, bastante pertinentes para que tudo dê certo as probabilidades que isso ou outras surpresas aconteçam são bem menores!

A cada 15 minutos uma pessoa é infectada por HIV no Brasil (UNAIDS), um dado alarmante que causa espanto mesmo. Mas o que não causa nenhum espanto é a forma de prevenção, já tão conhecida e divulgada nas mídias e propagandas: a melhor forma de prevenir as DSTs é usando camisinha em todas as relações sexuais (oral, vaginal ou anal). Por isso, ela deve ser colocada antes que o sexo comece, nada de preliminares sem o preservativo. Mas além disso há outro aspecto que merece nossa atenção, você sabe qual é?

Aquela atenção especial a camisinha:

  • Guarde-a em um lugar fresco e seco; a carteira NÃO É um bom lugar;
  • Olhe sempre a data de validade na embalagem;
  • Confira se ela não possui rasgos ou algum tipo de defeito;
  • Não use mais de um preservativo por vez (essa dica parece absurda, mas é necessária);

Use apenas lubrificantes à base de água ou silicone, nada de apelar pra vaselina, óleo de bebê, loção ou outros produtos que possam romper o seu preservativo.

Muito bem, dito isso também é importante ter cuidado na hora de manusear a camisinha. Pode até parecer exagero, mas muitas pessoas causam danos ao preservativo na hora de manuseá-lo. Por isso, algumas dicas são:

  • Abrir a embalagem com cuidado, sem usar os dentes pra não furar a camisinha;
  • Colocar o preservativo na cabeça do pênis ereto, apertando a ponta para eliminar o ar e deixar um espaço vazio para ser ocupado depois pelo sêmen, do contrário a camisinha pode arrebentar;
  • Após a ejaculação, segure o preservativo na base e depois retire o pênis (ainda ereto), mantendo o preservativo no lugar.
  • Remova cuidadosamente o preservativo e jogue-o no lixo; NUNCA reutilize.

Transou e não usou camisinha ou usou, mas aconteceu um imprevisto? O Gerardo Trindade pode ajudar! Fazemos teste de gravidez, sífilis e HIV, só pra não ficar aquela dúvida!

Saiba onde nos encontrar: Av. Rodolfo Mallard, 34 – Centro , Pirapora – MG / Telefone: (38)3741-1137 / Whatsapp: (38)99200-1138

Semana do Idoso – DICAS PARA VIVER INTENSAMENTE A TERCEIRA IDADE

Até bem pouco tempo envelhecer significava resignar-se a uma vida de baixa qualidade, principalmente devido às limitações físicas e outras doenças que surgiam nessa fase da vida. Felizmente, esse estigma tem desaparecido e isso é resultado de idosos felizes, ativos e pessoas que não usam a idade como desculpa para não curtir a vida!

A Organização Mundial de Saúde define saúde como “um estado de completo bem-estar físico, mental e social, não consistindo somente da ausência de uma doença ou enfermidade.” Quando pensamos dessa forma é compreensível as brincadeiras dos jovens, como “meu avô tem mais saúde do que eu” ou “sou mais ativa do que a minha neta”, entre outras.

A OMS também recomenda a importância de “adicionar saúde aos anos”, e o que isso significa? A longevidade não é a única estrela na vida, a qualidade de vida alcançada ao longo dos anos, principalmente na terceira idade, talvez seja mais importante. Além disso, continuar com vigor e VONTADE DE VIVER são fundamentais! Para chegar lá, alguns cuidados e recomendações precisam ser levados em consideração! Vamos ver quais são?

– Há uma diferença entre ser independente e não pedir ajuda

A independência é maravilhosa em qualquer fase da vida, porque contribui para a construção de quem somos e de quem queremos ser, do que gostamos ou não gostamos e assim por diante. Mas isso não quer dizer que você não possa pedir ajuda, quando necessário. Não tenha vergonha, aceite e peça companhia!

– Ter uma alimentação saudável é diferente de se privar de uma eventual vontade

“Vontade dá e passa”, diz a sabedoria popular. Tudo bem, a alimentação saudável contribui para a prevenção de uma série de doenças, mas quando a vontade por um bolo bater não se prive! Capriche na receita, você merece! Uma dica é optar por combinações como banana e canela ou maçã e canela ?

– Mexa o corpo!

A atividade física é o grande elixir da vida, principalmente os exercícios aeróbicos, o alongamento e as atividades que estimulam o equilíbrio e o fortalecimento do corpo.

– Amor não tem idade, viva intensamente!

Amor, respeito e companheirismo não tem idade, viva esse sentimento sem se sentir culpado(a) ou achar que não merece ou, ainda, que não tem mais tempo de aproveitá-lo!

– Faça planos

Quem faz planos, sonha! E quem sonha está repleto de vida ❤

– Abandone a teimosia

Quem quer sempre ter razão deixa de aproveitar o principal ingrediente da vida, a felicidade. Você prefere ser feliz ou ter razão?

– Tire sempre suas dúvidas

Muito embora a idade traga sabedoria e experiência de vida é impossível saber tudo. Por isso, esclareça suas dúvidas no consultório, pergunte referências geográficas para chegar até o local que você deseja, converse sobre os medicamentos que o médico transcrever e assim por diante.

TODOS MERECEM VIVER BEM NA TERCEIRA IDADE

Participe do nosso Check-up Solidário, de 25/02/19 a 01/03/19, ajudando os idosos do Asilo São Vicente de Paula com a doação de fraldas geriátricas você ganha um check-up básico, que inclui glicemia, colesterol e triglicérides!

Uma boa ação é capaz de transformar quem a recebe e, inevitavelmente, quem a faz!

Saiba onde nos encontrar: Av. Rodolfo Mallard, 34 – Centro , Pirapora – MG

 

Alimentação e exercícios físicos na prevenção do câncer

Uma alimentação equilibrada, quando combinada a uma rotina regular de exercícios físicos, é capaz de reduzir os riscos de algum tipo de câncer se desenvolver e, até mesmo, diminuir o risco de a doença se espalhar.

Quando o assunto é alimentação, a máxima “Você é o que você come!” é bem clara. O ideal é manter os excessos fora do cardápio, ingerir menos gorduras, reduzindo gradativamente o açúcar e o sal no preparo de alimentos em casa e no consumo fora de casa, caso você coma fora com frequência. Comer cinco porções de verduras, legumes e frutas por dia também é recomendado, além de privilegiar o consumo de grãos (pães e cereais) e feijão. Todos esses alimentos, quando bem equilibrados no cardápio, ajudam as defesas naturais do corpo contra os carcinógenos (antes mesmo que causem danos às células).

O processo de formação do câncer é chamado de carcinogênese e, de maneira geral, acontece lentamente, podendo levar vários anos para que uma célula cancerosa  se espalhe dê origem a um tumor visível. Os efeitos cumulativos de diferentes agentes cancerígenos ou carcinógenos são os responsáveis pelo início, promoção, progressão e inibição do tumor. Por isso, a importância de cuidar da saúde por meio da alimentação e exercícios físicos.

As frutas, legumes, verduras e os cereais integrais também podem bloquear e, até mesmo, reverter os estágios iniciais deste processo.

Estudos científicos comprovaram que uma alimentação rica em nutrientes ajuda a diminuir o risco de câncer de pulmão, cólon, reto, estômago, boca, faringe e esôfago. Há indícios de que reduzem também o risco de câncer de mama, bexiga, laringe e pâncreas e, possivelmente, o de ovário, endométrio, colo de útero, tireóide, fígado, próstata e rim.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), caso a população adotasse uma alimentação saudável e mantivesse uma rotina regular de exercícios físicos, mantendo o peso corporal adequado, aproximadamente um em cada três casos dos tipos de câncer mais comuns poderiam ser evitados. Ou seja, para cada 100 pessoas com câncer, 33 casos poderiam ser prevenidos. Vamos ver como fazer isso na prática?

  • Faça uma alimentação balanceada rica em frutas, legumes, verduras, carboidratos e proteínas. Caso necessário, procure ajuda de um nutricionista. Do contrário, você pode recorrer a materiais confiáveis sobre o tema, como o Guia Alimentar para a População Brasileira (Ministério da Saúde).
  • Procure mudar seus hábitos alimentares de forma gradativa, dessa forma será mais fácil não voltar aos velhos hábitos. Exemplo: você come um doce todo dia depois do almoço, que tal começar a trocá-lo por uma fruta? Comece fazendo isso em dias alternados e verá como há diferença no seu bem-estar, disposição, energia e até humor;
  • Quando você entra no mercado passa longe do hortifruti? Que tal experimentar fazer diferente? Comece pela salada; experimente misturar folhas verdes escuras, tomate, cenoura e beterraba raladas e feijão fradinho, tempere sua salada com azeite de oliva. Há diversos sites e livros de receitas especializados em culinária saudável;
  • Faça intervalos regulares entre as refeições e beba bastante líquido ao longo do dia;
  • Evite o consumo de álcool, ele está associado ao aumento do risco de diversos tipos de câncer: boca, esôfago, faringe, laringe, fígado e mama.

Já falamos da alimentação saudável e equilibrada, agora chegou a vez de falarmos de um outro aliado na prevenção de diversos tipos de câncer: o exercício físico. Movimentar o corpo regularmente, pelo menos três vezes por semana, faz diferença não só no bem-estar e disposição, mas à saúde de forma geral.

A realização de atividades físicas reduz, por exemplo, o risco de câncer de cólon em cerca de 50%. Além disso, desempenha um papel importantíssima na redução do risco de outros tipos de câncer. Não importa se você caminha, corre ao ar livre ou na academia, nada, anda de bicicleta, joga futebol ou outro tipo de exercício, quando você tem uma rotina regular dessas atividades você não só queima calorias, como também promove o equilíbrio de hormônios, reduz o tempo de trânsito gastrointestinal, fortalece as defesas do seu corpo e ainda mantém o peso corporal adequado. O resultado é a prevenção do câncer de cólon, endométrio e mama.  Quanto mais se movimenta o corpo, maior a proteção contra o câncer! Por isso, no dia a dia, procure deixar a preguiça de lado e:

  • Use escadas, deixe o elevador para quem realmente precisa;
  • Vá a pé para o trabalho, se a distância permitir;
  • Participe de caminhadas ou corridas na sua cidade;
  • Pratique atividades físicas que você realmente goste;
  • No início, quando ainda estiver estabelecendo uma rotina regular de atividades físicas, dê preferência às caminhadas;
  • Procure programas de atividades físicos gratuitos em praças ou parques, caso seu orçamento esteja apertado;
  • Não tem tempo durante a semana? Convide sua família para participar de alguma atividade física nos fins de semana;
  • Siga sempre seu ritmo, planeje atividades físicas de acordo com o seu estilo de vida e condicionamento. Caso necessário, procure ajuda de um especialista;
  • Faça um diário de como se sente antes e depois de realizar exercícios físicos. Depois, programe atividades físicas para os dias e horários em que você tem mais energia.

Gostou das nossas dicas? Conte com o Laboratório Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

Hanseníase: que mancha é essa?

A hanseníase é uma doença com um poder incapacitante, porque quem a tem sofre com a discriminação e o estigma da população. A infecção, que ocorre pelo Micobacterium leprae, pode acometer pessoas de ambos os sexos e de qualquer idade, mas é necessário um longo período de exposição à bactéria que é transmitida por contato com gotículas de saliva ou secreções do nariz.

A doença atinge principalmente a pele e os nervos periféricos, com capacidade de ocasionar lesões neurais. Os sintomas geralmente são: manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas, em qualquer parte do corpo, com perda ou alteração de sensibilidade térmica (ao calor e frio), tátil (ao tato) e à dor, que pode ser sentida nas extremidades do corpo: mãos, pés, orelha e nas pernas; regiões com diminuição de pelos e suor; sensação de formigamento, fisgadas ou choque ao longo dos braços e pernas; inchaço de mãos e pés; nódulos (caroços) no corpo; entupimento, sangramento, ferida e ressecamento do nariz ou dos olhos; febre, edemas e dor nas articulações.

Reprodução: Ministério da Saúde

Reprodução: Ministério da Saúde

Segundo a SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) ter hábitos saudáveis, alimentação adequada, evitar o álcool e praticar atividade física associada a condições de higiene, contribuem para dificultar o surgimento da doença. O diagnóstico precoce e o tratamento  adequado, assim como o exame clínico e a indicação de vacina BCG, são cuidados importantes para melhorar a resposta imunológica dos contatos do paciente. Desta forma, a cadeia de transmissão da doença pode ser interrompida.

Em crianças, o diagnóstico da hanseníase exige uma avaliação mais cuidadosa, diante da dificuldade de aplicação e interpretação dos testes de sensibilidade. Além disso, pode sinalizar a transmissão ativa da doença, principalmente entre os familiares.

Conte com o Laboratório Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

O outro lado da gula: a bulimia

A compulsão alimentar é a realidade de muitos  – crianças, jovens, adultos e idosos – e é definida pela busca constante e incontrolável pelo prazer de comer. Nos casos de bulimia nervosa, a gula é levada ao extremo. Quem sofre da doença, muito comum em adolescentes e jovens, têm episódios frequentes de ingestão alimentar compulsiva e, logo depois, surge a culpa pelo ocorrido.

Os episódios são recorrentes e ocorrem em curto período de tempo (geralmente em menos de duas horas), seguidos de comportamentos compensatórios inadequados a fim de evitar o ganho de peso, como o uso de laxantes e diuréticos; vômitos induzidos; exercícios vigorosos (passar horas na academia); jejum; dietas radicais ou uso de remédios que emagrecem sem orientação médica.

Podemos dizer que, em geral, as pessoas que têm bulimia sofrem uma enorme insatisfação com o próprio corpo e peso, mas elas têm faixa ponderal adequada (diferente da anorexia).

A doença afeta principalmente mulheres jovens, sua prevalência na população feminina é de 1 a 3% (18 a 48 anos).

A causa da bulimia é multifatorial, podendo surgir de uma alteração neuroquímica cerebral, comportamento psicológico, genético, familiar e sociocultural.

É importante ficar atento aos sinais, a frequência da compulsão alimentar e do uso dos mecanismos compensatórios, citados anteriormente, ocorrem pelo menos duas vezes por semana durante um período de três meses. Além disso, é muito comum que a pessoa acredite que encontrou uma forma de comer sem ganhar peso. Nesse sentido, os exames de laboratório desempenham uma importante função no diagnóstico em conjunto a avaliação clínica do médico.

O tratamento mais indicado costuma ser a terapia cognitivo-comportamental, que consiste na união de profissionais como nutricionista, psicólogo, psiquiatra e endocrinologista e que objetiva a melhora da autoestima, a modificação da relação com os alimentos, com a imagem corporal e com o sistema de crenças disfuncionais.

Se você conhece alguém que parece estar enfrentando esse tipo de transtorno alimentar ou qualquer outro, ofereça ajuda! O papel desempenhado pela família e pelos amigos é muito importante para que a pessoa busque tratamento e tenha uma vida saudável!

Conte com o Laboratório Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

A importância do check-up no fim de ano

Você sabia que a maioria das doenças pode ser evitada por meio da prevenção? O fim de ano chegou e é um ótimo período para falarmos da saúde preventiva, a melhor forma de cuidarmos da nossa saúde.

Mesmo quando já há alguma doença no nosso organismo, mesmo que assintomática (não apresenta sintomas), o check-up é capaz de diagnosticar precocemente o problema,
aumentando as chances de cura e tratamento. Por isso, homens, mulheres, crianças e
idosos devem fazer o check-up anual para prevenir e detectar doenças em estágio inicial.

Pessoas em grupos de risco, independente da idade, também devem fazer o check-up
anualmente. São elas: pessoas com histórico de sedentarismo, sobrepeso, má alimentação, fumantes, portadoras de alguma doença crônica ou com sintomas frequentes de fadiga, ganho ou perda de peso (efeito sanfona), palpitação e sudorese.

Com base no histórico clínico e familiar serão feitos os exames mais adequados e indicados para cada paciente. Os mais comuns são o hemograma, colesterol total e frações + triglicérides, glicemia de jejum, urina rotina, uréia e creatinina, TGO, TGP e GGT, pesquisa de sangue oculto nas fezes e TSH e T4 livre.

– Hemograma: é útil para detectar anemias e infecções, principalmente. Dependendo das alterações apontadas pelo exame, seu médico irá pedir exames complementares.

– Colesterol total e frações + triglicérides: avaliam a taxa de gorduras no seu sangue e
se deve ser feita alguma alteração na sua rotina de alimentação e exercícios ou, ainda se
pode comer as delícias de fim de ano sem culpa.

– Glicemia de jejum: avalia o nível de glicose (açúcar) no seu sangue. Se o índice estiver alterado, às vezes uma mudança na alimentação e uma rotina regular de exercícios é o suficiente para regular a glicose.

– Urina rotina: serve como triagem para verificar possíveis alterações nos rins.

– Uréia e creatinina: avaliam a função renal do paciente, que pode sofrer alterações em
casos de hipertensão e diabetes.

– TGO, TGP e GGT: qualquer alteração no fígado eleva a taxa dessas enzimas e serve de alerta para pesquisar a causa do problema.

– Pesquisa de sangue oculto nas fezes: acusa a presença de quantidade de sangue
invisível a olho nu, que pode ser sinal de alguma doença mais séria. Um exame simples que pode prevenir que doenças tratáveis sejam agravadas.

– TSH e T4 livre: servem como um panorama do funcionamento da tireoide, glândula
localizada no pescoço e muito importante para o organismo.

Aproveite o fim de ano para cuidar da sua saúde, conte com o Laboratório Gerardo
Trindade!

CORRENTE DO BEM – NATAL NO LABORATÓRIO GERARDO TRINDADE
Participe da nossa corrente do bem, faça uma criança feliz neste Natal!!! Doando um
brinquedo no Laboratório Gerardo Trindade você ganha um cupom para a realização do
sorteio de uma cesta incrível! O resultado será divulgado no dia 20/12!
Resultado do Sorteio: 20/12/18

Novembro Azul: vamos tocar neste assunto?

No Brasil, os homens vivem em média sete anos a menos que as mulheres (IBGE). Essa disparidade reforça a necessidade de cuidar da saúde de forma geral, que geralmente é uma preocupação somente das mulheres.

Durante o Novembro Azul, o câncer de próstata – tipo mais comum depois do câncer de pele não melanoma – recebe uma atenção especial. Segundo estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca), foram previstos 68.220 novos casos da doença no país para 2018.

A próstata é uma glândula que se encontra debaixo da bexiga e em frente ao reto, envolvendo a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. Ela produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozóides, liberado durante o ato sexual.

A prevenção começa pelos bons hábitos; alimentação equilibrada, atividades físicas e o não consumo de álcool e cigarro. É comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal –  ajuda a diminuir o risco de câncer. A prática de atividades físicas pelo menos 30 minutos por dia, a preocupação com o peso adequado e o não consumo de álcool e cigarro também são hábitos fundamentais quando o assunto é prevenção.

Os fatores de risco também são importantes para reconhecermos a necessidade de acompanhamento médico. Tanto a incidência como a mortalidade do câncer de próstata aumentam após os 50 anos. O histórico familiar também merece atenção, porque aumentam significativamente o risco de desenvolver a doença. Neste caso, os homens devem iniciar a rotina de exames a partir dos 40 anos. Já aqueles que não possuem casos na família podem começar o acompanhamento médico regular, a partir dos 50 anos.

Como nem sempre o câncer de próstata apresenta sinais, uma saída é a realização de exames de rastreamento (PSA e toque retal). O PSA, ainda desconhecido por muitos homens, é uma medida de diagnóstico precoce. Trata-se de uma substância produzida pelas células da próstata. Quando há um aumento do número de células produtoras, como no caso do câncer de próstata e da inflamação da próstata, o PSA é elevado e serve como indicador dessas alterações (medida considerada normal: quatro nanogramas por mililitro).

Quando a doença apresenta sintomas é muito fácil confundir com o crescimento benigno da próstata, ou seja, dificuldade de urinar, urgência de urinar mais vezes, pouco fluxo urinário ou demora para começar a urinar e sensação de que a bexiga não esvazia completamente.

Conte com o Laboratório Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

Página 1 de 5