Mês: fevereiro 2019

Semana do Idoso – DICAS PARA VIVER INTENSAMENTE A TERCEIRA IDADE

Até bem pouco tempo envelhecer significava resignar-se a uma vida de baixa qualidade, principalmente devido às limitações físicas e outras doenças que surgiam nessa fase da vida. Felizmente, esse estigma tem desaparecido e isso é resultado de idosos felizes, ativos e pessoas que não usam a idade como desculpa para não curtir a vida!

A Organização Mundial de Saúde define saúde como “um estado de completo bem-estar físico, mental e social, não consistindo somente da ausência de uma doença ou enfermidade.” Quando pensamos dessa forma é compreensível as brincadeiras dos jovens, como “meu avô tem mais saúde do que eu” ou “sou mais ativa do que a minha neta”, entre outras.

A OMS também recomenda a importância de “adicionar saúde aos anos”, e o que isso significa? A longevidade não é a única estrela na vida, a qualidade de vida alcançada ao longo dos anos, principalmente na terceira idade, talvez seja mais importante. Além disso, continuar com vigor e VONTADE DE VIVER são fundamentais! Para chegar lá, alguns cuidados e recomendações precisam ser levados em consideração! Vamos ver quais são?

– Há uma diferença entre ser independente e não pedir ajuda

A independência é maravilhosa em qualquer fase da vida, porque contribui para a construção de quem somos e de quem queremos ser, do que gostamos ou não gostamos e assim por diante. Mas isso não quer dizer que você não possa pedir ajuda, quando necessário. Não tenha vergonha, aceite e peça companhia!

– Ter uma alimentação saudável é diferente de se privar de uma eventual vontade

“Vontade dá e passa”, diz a sabedoria popular. Tudo bem, a alimentação saudável contribui para a prevenção de uma série de doenças, mas quando a vontade por um bolo bater não se prive! Capriche na receita, você merece! Uma dica é optar por combinações como banana e canela ou maçã e canela 😉

– Mexa o corpo!

A atividade física é o grande elixir da vida, principalmente os exercícios aeróbicos, o alongamento e as atividades que estimulam o equilíbrio e o fortalecimento do corpo.

– Amor não tem idade, viva intensamente!

Amor, respeito e companheirismo não tem idade, viva esse sentimento sem se sentir culpado(a) ou achar que não merece ou, ainda, que não tem mais tempo de aproveitá-lo!

– Faça planos

Quem faz planos, sonha! E quem sonha está repleto de vida ❤

– Abandone a teimosia

Quem quer sempre ter razão deixa de aproveitar o principal ingrediente da vida, a felicidade. Você prefere ser feliz ou ter razão?

– Tire sempre suas dúvidas

Muito embora a idade traga sabedoria e experiência de vida é impossível saber tudo. Por isso, esclareça suas dúvidas no consultório, pergunte referências geográficas para chegar até o local que você deseja, converse sobre os medicamentos que o médico transcrever e assim por diante.

TODOS MERECEM VIVER BEM NA TERCEIRA IDADE

Participe do nosso Check-up Solidário, de 25/02/19 a 01/03/19, ajudando os idosos do Asilo São Vicente de Paula com a doação de fraldas geriátricas você ganha um check-up básico, que inclui glicemia, colesterol e triglicérides!

Uma boa ação é capaz de transformar quem a recebe e, inevitavelmente, quem a faz!

Saiba onde nos encontrar: Av. Rodolfo Mallard, 34 – Centro , Pirapora – MG

 

Enfrentando o alcoolismo

O uso nocivo de álcool mata mais de 3 milhões de pessoas a cada ano, é o que revela o relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), realizado em 2018. O alcoolismo não é diversão, lazer e muito menos algo que “passa sozinho”. Pelo contrário, é uma doença crônica, caracterizada pelo consumo compulsivo de álcool, na qual a pessoa se torna progressivamente tolerante à intoxicação produzida pela droga e desenvolve sinais e sintomas de abstinência, quando a mesma é retirada. Cada pessoa tem suas individualidades em relação a condição, que pode variar em termos de aspectos comportamentais e socioeconômicos.

Alguns fatores como predisposição genética, angústia, insegurança, ansiedade, depressão e aspectos culturais podem estar associados à doença. O hábito merece uma atenção especial na adolescência, quando os jovens começam a frequentar reuniões sociais e ter fácil acesso ao álcool.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), existem algumas diretrizes que nos ajudam a identificar os sinais do alcoolismo. As mais comuns são:

Tolerância ao álcool: necessidade de doses cada vez mais maiores de álcool para atingir o mesmo efeito obtido anteriormente ou efeito cada vez menos com a mesma dose;

Persistência no consumo mesmo em situações inadequadas: a pessoa insiste em continuar fazendo uso da substância mesmo sabendo que ela traz danos à saúde, principalmente em situações como: lesões hepáticas causadas pelo consumo excessivo de álcool, humor deprimido ou perturbação das funções cognitivas relacionada ao consumo do álcool;

Abstinência: quando o uso do álcool é interrompido ou reduzido drasticamente a pessoa entra nesse processo, que pode incluir dores de cabeça, náuseas, tremores, ansiedade, alucinações e convulsões;

Abandono de aspectos importantes da vida: a pessoa está tão focada em conseguir e consumir o álcool que já não aparece nas reuniões de família, falta  e/ou perde o trabalho, esquece de datas importantes e se distancia da família e amigos que não compartilham de sua necessidade.

Os impactos do álcool no organismo são muitos, principalmente quando seu uso é prolongado. Devido a sua ação tóxica, pode provocar danos ao sistema nervoso, com a possibilidade de causar demência, bem como diminuição da sensibilidade e da força muscular nas pernas. Outras consequências podem ser sentidas no estômago (gastrites, úlceras, pancreatite); no sistema circulatório (aumento de risco de miocardites, pressão alta, acidentes vasculares e cerebrais, além de aterosclerose, ou seja, o acúmulo de placas de gordura nos vasos sanguíneos. O álcool também pode contribuir para o desenvolvimento de câncer no trato intestinal, na bexiga, próstata e outros órgãos.

Como os aspectos da doença não são somente físicos, mas também comportamentais, o tratamento privilegia a união do tratamento de desintoxicação e reabilitação. A desintoxicação é realizada quando o paciente fica por alguns dias sob supervisão médica, permitindo combater todos os efeitos agudos da retirada do álcool que, em casa, a família não conseguiria lidar. A reabilitação, por sua vez, começa quando os sintomas agudos e as crises de abstinência são controlados. Existem programos específicos para esse tipo de tratamento e acompanhamento, o grupo de Alcoólicos Anônimos é um deles.

A convivência é outro ponto importante. Quanto mais próxima a família estiver, menor a chance da pessoa desistir do tratamento. Além disso, o alcoólico não deve ter fácil acesso às bebidas alcoólicas em sua própria casa ou em festas de amigos. É importante mantê-lo responsável por suas próprias ações, mas ter uma atenção especial ao contexto social.

Conte com o Laboratório Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

Descarte de medicamentos vencidos: como você descarta os seus?

De acordo com o Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas, o Sinitox, os medicamentos ocupam o primeiro lugar entre os agentes causadores de intoxicações desde a década de 90. Restos de medicamentos em casa, por exemplo, usados  inadvertidamente, podem resultar em intoxicações graves e morte, principalmente em crianças!

A prevenção passa por algumas ações simples, que devem ser tomadas por todos, principalmente nas casas que têm crianças. Algumas dicas importantes: manter os medicamentos longe do alcance das crianças, verificar com frequência a data de vencimento dos medicamentos que você tem na sua casa; separar aqueles que estão vencidos (pomadas, cartelas de comprimidos, vidros de xarope ou spray) e mantê-los fora do alcance de crianças; ir até o ponto de coleta mais próximo da sua casa e descartar esses medicamentos com a consciência de que eles terão um destino adequado. Outra dica importante também é comprar somente a quantidade de medicamento necessária ao tratamento prescrito pelo médico, para evitar sobras de medicamentos em casa.

Além de prevenir intoxicações, descartar os medicamentos corretamente é uma forma de preservar o meio ambiente: a cada ano são descartadas entre 10.000 e 28.000 toneladas de medicamentos vencidos no meio ambiente através do descarte de medicamentos pelo esgoto, através da privada, e pelo lixo comum, fazendo com que as substâncias químicas contidas em cada frasco ou cartela cheguem aos rios e córregos, contaminando a água que bebemos e os peixes que consumimos.

O Laboratório Gerardo Trindade disponibiliza um coletor especial para o recolhimento de medicamentos, com quatro compartimentos para receber medicamentos vencidos (sólidos e líquidos), embalagens e seringas. Traga o medicamento vencido em sua casa para descartar aqui no Gerardo Trindade, você contribui para preservar o meio ambiente e minimiza o risco de uma intoxicação por ingestão de medicamento.

O descarte consciente de medicamentos é o melhor remédio para o meio ambiente e para uma vida saudável de todos nós, moradores deste planeta maravilhoso!

Conte com o Laboratório Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

Alimentação e exercícios físicos na prevenção do câncer

Uma alimentação equilibrada, quando combinada a uma rotina regular de exercícios físicos, é capaz de reduzir os riscos de algum tipo de câncer se desenvolver e, até mesmo, diminuir o risco de a doença se espalhar.

Quando o assunto é alimentação, a máxima “Você é o que você come!” é bem clara. O ideal é manter os excessos fora do cardápio, ingerir menos gorduras, reduzindo gradativamente o açúcar e o sal no preparo de alimentos em casa e no consumo fora de casa, caso você coma fora com frequência. Comer cinco porções de verduras, legumes e frutas por dia também é recomendado, além de privilegiar o consumo de grãos (pães e cereais) e feijão. Todos esses alimentos, quando bem equilibrados no cardápio, ajudam as defesas naturais do corpo contra os carcinógenos (antes mesmo que causem danos às células).

O processo de formação do câncer é chamado de carcinogênese e, de maneira geral, acontece lentamente, podendo levar vários anos para que uma célula cancerosa  se espalhe dê origem a um tumor visível. Os efeitos cumulativos de diferentes agentes cancerígenos ou carcinógenos são os responsáveis pelo início, promoção, progressão e inibição do tumor. Por isso, a importância de cuidar da saúde por meio da alimentação e exercícios físicos.

As frutas, legumes, verduras e os cereais integrais também podem bloquear e, até mesmo, reverter os estágios iniciais deste processo.

Estudos científicos comprovaram que uma alimentação rica em nutrientes ajuda a diminuir o risco de câncer de pulmão, cólon, reto, estômago, boca, faringe e esôfago. Há indícios de que reduzem também o risco de câncer de mama, bexiga, laringe e pâncreas e, possivelmente, o de ovário, endométrio, colo de útero, tireóide, fígado, próstata e rim.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), caso a população adotasse uma alimentação saudável e mantivesse uma rotina regular de exercícios físicos, mantendo o peso corporal adequado, aproximadamente um em cada três casos dos tipos de câncer mais comuns poderiam ser evitados. Ou seja, para cada 100 pessoas com câncer, 33 casos poderiam ser prevenidos. Vamos ver como fazer isso na prática?

  • Faça uma alimentação balanceada rica em frutas, legumes, verduras, carboidratos e proteínas. Caso necessário, procure ajuda de um nutricionista. Do contrário, você pode recorrer a materiais confiáveis sobre o tema, como o Guia Alimentar para a População Brasileira (Ministério da Saúde).
  • Procure mudar seus hábitos alimentares de forma gradativa, dessa forma será mais fácil não voltar aos velhos hábitos. Exemplo: você come um doce todo dia depois do almoço, que tal começar a trocá-lo por uma fruta? Comece fazendo isso em dias alternados e verá como há diferença no seu bem-estar, disposição, energia e até humor;
  • Quando você entra no mercado passa longe do hortifruti? Que tal experimentar fazer diferente? Comece pela salada; experimente misturar folhas verdes escuras, tomate, cenoura e beterraba raladas e feijão fradinho, tempere sua salada com azeite de oliva. Há diversos sites e livros de receitas especializados em culinária saudável;
  • Faça intervalos regulares entre as refeições e beba bastante líquido ao longo do dia;
  • Evite o consumo de álcool, ele está associado ao aumento do risco de diversos tipos de câncer: boca, esôfago, faringe, laringe, fígado e mama.

Já falamos da alimentação saudável e equilibrada, agora chegou a vez de falarmos de um outro aliado na prevenção de diversos tipos de câncer: o exercício físico. Movimentar o corpo regularmente, pelo menos três vezes por semana, faz diferença não só no bem-estar e disposição, mas à saúde de forma geral.

A realização de atividades físicas reduz, por exemplo, o risco de câncer de cólon em cerca de 50%. Além disso, desempenha um papel importantíssima na redução do risco de outros tipos de câncer. Não importa se você caminha, corre ao ar livre ou na academia, nada, anda de bicicleta, joga futebol ou outro tipo de exercício, quando você tem uma rotina regular dessas atividades você não só queima calorias, como também promove o equilíbrio de hormônios, reduz o tempo de trânsito gastrointestinal, fortalece as defesas do seu corpo e ainda mantém o peso corporal adequado. O resultado é a prevenção do câncer de cólon, endométrio e mama.  Quanto mais se movimenta o corpo, maior a proteção contra o câncer! Por isso, no dia a dia, procure deixar a preguiça de lado e:

  • Use escadas, deixe o elevador para quem realmente precisa;
  • Vá a pé para o trabalho, se a distância permitir;
  • Participe de caminhadas ou corridas na sua cidade;
  • Pratique atividades físicas que você realmente goste;
  • No início, quando ainda estiver estabelecendo uma rotina regular de atividades físicas, dê preferência às caminhadas;
  • Procure programas de atividades físicos gratuitos em praças ou parques, caso seu orçamento esteja apertado;
  • Não tem tempo durante a semana? Convide sua família para participar de alguma atividade física nos fins de semana;
  • Siga sempre seu ritmo, planeje atividades físicas de acordo com o seu estilo de vida e condicionamento. Caso necessário, procure ajuda de um especialista;
  • Faça um diário de como se sente antes e depois de realizar exercícios físicos. Depois, programe atividades físicas para os dias e horários em que você tem mais energia.

Gostou das nossas dicas? Conte com o Laboratório Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!