O verão é a época do ano mais propícia para o aparecimento e proliferação do aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, devido às chuvas. Por este motivo, a principal dica é não descuidar nem um minuto das ações preventivas contra os focos do mosquito.

Entenda o ciclo de vida do mosquito | Reprodução: Ministério da Saúde

80% dos mosquitos adultos são encontrados no quintal ou dentro das casas (Ministério da Saúde). Como o aedes aegypti é um mosquito doméstico, a única forma de prevenção é fazer uma varredura dentro de casa, mantendo a limpeza e higiene necessárias para eliminar focos. A reprodução acontece em água parada (limpa ou suja), quando as fêmeas colocam os ovos. Por isso, água parada nem pensar! Confira todas as medidas para a varredura na sua casa:

  • Verifique a limpeza das calhas;
  • Mantenha todas as lixeiras bem tampadas;
  • Tampe bem a caixa d’água;
  • Verifique a limpeza e proteção de tela de todos ralos da casa;
  • Caso tenha garrafas de enfeite ou junte as suas por algum motivo, verifique se elas estão viradas com a “boca” para baixo;
  • Preencha os pratos de vasos de plantas com areia;
  • Limpe com uma escovinha a água dos seus animais de estimação;
  • Retire a água acumulada na área de serviço, principalmente atrás da máquina de lavar roupa.
  • Cubra materiais de construção com lonas sempre bem esticadas para não acumular água;
  • Caso necessário, solicite a presença de agente de saúde para realizar o tratamento com larvicida.

O uso de repelentes está liberado, com atenção para mulheres grávidas (que devem seguir à risca as recomendações do rótulo) e crianças entre 2 e 12 anos, em que a concentração máxima do produto deve ser de 10% e a aplicação deve se restringir a três vezes por dia. Em geral, os repelentes devem ser aplicados nas áreas expostas do corpo, reaplicados de acordo com a indicação de cada fabricante e em casos de contato com os olhos é fundamental lavar imediatamente a região com água corrente.

As principais doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti são: dengue, zica, febre amarela e chikungunya. A dengue, em geral, causa febre alta súbita, dor de cabeça, no corpo e articulações, náuseas e vômitos e, em alguns casos, manchas vermelhas e coceira no corpo. A zica, ainda recente no Brasil e que causou uma série de preocupações em relação às ocorrências de microcefalia em recém-nascidos, em geral, causa febre não muito alta, dor de cabeça, nas articulações, manchas vermelhas com coceira no corpo, vermelhidão nos olhos, cansaço e, em alguns casos, nenhum sintoma. Já a febre amarela, em geral, causa febre alta, mal-estar, dores no corpo, dor de cabeça e calafrios. A chikungunya, por sua vez, ocorre junto com a dengue e os sintomas se confundem: febre alta súbita, dor de cabeça constante, manchas vermelhas no corpo com coceira intensa e dor forte nas articulações com inchaço.

O verão é a melhor estação para curtir as férias em família e se divertir sem descuidar da saúde! Por isso, vamos fazer a nossa parte? Converse com vizinhos, amigos e colegas sobre as medidas de prevenção!

Conte com o Laboratório Gerardo Trindade!